A vida Espiritual do obreiro

Comentarios

A vida Espiritual do obreiro

A vida Espiritual do obreiro
Imagem: A vida Espiritual do obreiro


A vida Espiritual do obreiro, na bíblia existe uma passagem muito conhecida em efésios 6.12, que diz o seguinte: “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”

Podemos verificar uma informação muito importante na vida de qualquer servo da casa do Senhor. Nossa luta é Espiritual e não carnal, ou seja, temos que nos preparar para vencer no âmbito Espiritual, pois a palavra de Deus é muito clara e objetiva neste sentido.

Todo obreiro (a), que está trabalhando na obra do Senhor, precisa ter uma vida devocional diária através de um relacionamento sadio com Deus, pois só assim irá alcançar êxito no seu ministério.

Abaixo, listamos alguns itens indispensáveis para sua vida ministerial.

Conheça aqui! A importância da teologia para o seu ministério.




1) Uma vida de oração

Um obreiro (a), que não possui uma vida oração, de forma nenhuma poderá cobrar esse hábito dos fiéis. Pois, o nosso Senhor Jesus Cristo costumava passar noites inteiras em oração. (Lucas 6.12)

Como sabermos a vontade de Deus e sua direção para nossas vidas se não orarmos? “Perseverai em oração, velando nela com ação de graças;” (Colossenses 4:2)

A oração é uma arma espiritual poderosa em Deus, para destruir as fortalezas do mal. (2 Coríntios 10.4)

2) Uma vida de amor à Palavra. Por que temos de ler?

Ler para alimentar a própria alma com alimento Espiritual. Jr 15.16

Ler para compreender. O obreiro que não procura aprofundamento bíblico deixará o rebanho com fome. (Provérbios 2.6)

3) O obreiro e a santidade

Uma das principais características exigida por Deus na vida de qualquer obreiro (a), e a sua dedicação em busca da santificação, ou seja, verificamos através da palavra de Deus, que para cooperamos na sua obra conforme os seus preceitos, não podemos se apresentar de qualquer jeito.

O obreiro (a) deve ter a vida santificada para ter autoridade na sua vida espiritual. Isto é, uma vida de consagração, oração, conhecimento Bíblico e entrega pessoal. Aqueles se aproximam de Deus devem estar com o coração aberto e sincero, disposto a agradar-lhe em espirito e verdade.

A santidade na vida não é uma opção, faz parte de uma ordenança: “Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede também santos em toda vossa maneira de viver” (I Pe 1.15).

O obreiro (a) cuja vida é separada para o Senhor, serve de espelho para os demais fieis membros do corpo da Igreja de Cristo. Tornando-se uma fonte de inspiração e um modelo a ser seguido por todos.

4) O obreiro e a humildade

“Nada façais por partidarismo, ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a si mesmo. Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão cada qual o que é dos outros” (Fp 2.3-4).

Aos olhos humanos “humildade” significa um individuo muito pobre sem condições financeiras, com roupas simples. Porém, humildade na palavra não está ligada somente a condições financeiras, mas sim relacionados ao coração. (Mateus 11:29)

O obreiro (a) não deverá confiar em si mesmo. Pois, o orgulho é uma das primeiras armas do diabo para manter nossos olhos em nós mesmos e desviá-los de Deus.

Um comportamento muito importante, e não menosprezar os companheiros por não possuir os seus talentos e dons.

Não deve rejeitar a instrução. Deverá ter uma vida aberta à ministração de pessoas diferentes de você, sem fazer acepção dessas pessoas. “Porque, para com Deus, não há acepção de pessoas.” (Romanos 2:11)



Vídeo: Treinamento para OBREIROS e LIDERES - (Aula 03)



Conheça aqui! A importância da teologia para o seu ministério.

ETAPAS DO CURSO - CURSO PARA OBREIRO EVANGÉLICO

  1. Introdução
  2. Obediência à palavra e ao Ministério
  3. A vida Espiritual do obreiro
  4. Como agir na família, na Comunidade e na Igreja
  5. Uma vida de submissão à Deus
  6. A importância da teologia no seu ministério
  7. Conselhos práticos para o dia a dia
  8. Como se comportar no púlpito
  9. O papel dos diáconos e diaconisas
  10. O papel dos presbíteros
  11. O papel dos Pastores
  12. A importância da fidelidade

#Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
Tecnologia do Blogger.

Postagens mais visitadas